posts.png
 

Filho pródigo.

Gálatas 4 nos da uma visão mais clara sobre a historia do filho prodigo em Lucas 15,

Lucas conta-nos a história de um jovem que morava na casa do pai junto a seu irmão e os servos de seu pai, este jovem decide pedir a seu pai a sua parte da herança a qual ele tinha direito, mas porque era errado o jovem pedir ao pai a parte da herança que era sua por direito? a história judaica conta que era vergonhoso para o pai quando o filho exigia a herança com o pai ainda em vida, era como se o filho estivesse declarando que para ele o seu pai já avia morrido, a história ainda conta que o pai poderia convidar os amigos e conhecidos e fazer um sepultamento simbólico declarando assim que aquele filho estava morto para ele, porem o pai não o fez porque amava o filho.

Nessa história eu aprendo que a visão que temos de nós mesmos, nos levara a tomar decisões que podem influenciar toda a nossa vida.

Gálatas 4.1 Ora, digo que por todo o tempo em que o herdeiro é menino, em nada difere de um servo, ainda que seja senhor de tudo;

2 mas está debaixo de tutores e curadores até o tempo determinado pelo pai.

Nestes capítulos de Gálatas nós vemos que não a diferença entre um filho e um escravo quando o mesmo é menino, e isso pode ter sido o estopim para o filho pródigo pedir a herança a seu pai, isso pode ter levado o jovem a ter uma visão destorcida de si mesmo, chegando a se ver como um escravo; Quando somos imaturos não entendemos como benção a privação da nossa liberdade, o jovem não sabia que o pai lhe privava por bem, e não por mau, quantos jovens são assim nos dias de hoje quando os pais lhe dizem não, e eles esperam um sim, pensam que os pais estão contra eles quando os pais estão apenas os privando de passar por frustrações, assim era o pai do filho prodigo ele sabia que o filho não tinha estrutura para administrar a herança que lhe pertencia, vindo ele mais tarde provar por suas atitudes que seu pai estava certo. quantos filhos tem levado a ruína grandes impérios que seus pais construirão ao longo da vida.

Em Lucas 15.12 o jovem pede a sua parte da herança creio que o pai vive um misto de sentimento em saber que o filho gostaria de lhe ver morto, ao passo que ele sabe que seu filho não esta pronto para grandes responsabilidades, mas não retem a parte que cabe a seu filho entregando a sua herança.

verso 13 poucos dias depois o filho pegou tudo que lhe pertencia e foi embora para uma terra distante. "poucos dias depois" não foi na mesma hora que o jovem foi embora passaram alguns dias o pai não mandou embora imediatamente o filho, mesmo tendo todos os motivos para isso, sabe o que eu entendo com isso? que o pai deu um tempo para o filho pensar se era realmente aquilo que ele queria ou mesmo desistir de tal decisão. esse é o tempo da misericórdia de Deus,que esta explicita em meio as entrelinhas da história bíblica.

Lucas 15.14 passado um tempo houve uma grande fome naquela terra e o jovem começou a passar necessidade, posteriormente ele vai pedir emprego a um criador de porcos, verso 15, no original da palavra ele insiste para o homem lhe dar trabalho cuidando de porcos, ou seja o homem não lhe via capaz de cuidar de porcos, mas pela insistência conseguiu trabalho, isso só mostra que o pai estava certo e que o filho não estava pronto para encarar a vida adulta e suas responsabilidades; O jovem foi afetado pela crise e não sobe lidar com ela envolvendo-se com um dos trabalhos mais indignos aos olhos dos judeus , pois o porco esta inserido no grupo de animais impuros que Deus recomendou que não comecem,essa palavra nos ensina que somente pessoas maduras sabem a forma correta de passar por crise sem desfalecer, quem nos ensina isso é José no Egito que não apenas discerniu o tempo de crise mas também criou uma estratégia para sobreviver a ela de forma digna, Gênesis 41.1- 44.

José era escravo e se via como livre, o filho pródigo era livre e se via como escravo, somente pessoas maduras tem a capacidade de se ver como realmente são independente do lugar em que estão inseridas.

Pessoas maduras sabem exatamente onde investir o seu tempo e a sua renda, a imaturidade levou o filho pródigo a investir numa terra distante, no meio de um povo estranho, é o que a bíblia diz verso 13, o melhor investimento da vida de um cristão deve ser na obra, e no Reino de Deus, todo o investimento fora disso é inserto, independente do tempo em que estamos vivendo, não quero dizer que não devemos investir em outras coisas mas a obra de Deus deve ser sempre uma prioridade na vida de um cristão maduro.

Passando-se um tempo o jovem gastou todo o dinheiro verso 17 e começou a passar todo tipo de necessidade, e lembrou-se do seu pai, muitos são assim esperam perder tudo para se voltar para o pai mas que bom que a misericórdia do senhor dura para sempre.

conta-nos a história que uma vez que o filho pedisse a herança com o pai ainda em vida uma vez que o filho voltasse para casa poderia ser apedrejado pelos vizinhos ou qualquer outra pessoa, sabendo disso quando o pai vê o filho vindo longe ele corre ao encontro do filho, para que ninguém chegue no seu filho antes dele, e para isso ele precisa levantar a barra da sua roupa, uma túnica que era usada naquele tempo, isso significa dizer que o pai mostrou a sua vergonha no lugar do filho, porque era vergonhoso para um homem mostrar as suas pernas ainda que fosse só a canela, isso aponta para Cristo que fora levantado no madeiro em nosso lugar levando no madeiro as nossas vergonhas e nossos pecados. Isaías 53.5, Gálatas 3.13,

Ele não apenas o asseitou de volta, mas o restabeleceu na condição de filho fazendo -lhe uma festa, com toda a honraria imerecida sim porque tudo é pela graça o favor imerecido de Deus.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A um porém em sua vida! Vivemos um tempo em que o preconceito, e o apontar do dedo tem sido cada vez maior no mundo em que que vivemos, muitas pessoas ao olhar para nós enxergam apenas o porém na no

pode uma mãe esquecer-se do filho que viu nascer todavia eu não esquecerei dele. Isaias 49. 13. Este versículo é de uma imensurável grandeza e nos trás um grande ensinamento, principalmente a nós Pai